Polícias procuram atletas nos EUA

O vice-presidente para o basquetebol do Interclube, Miguel António Camulogi, efectua nos próximos dias uma viagem para o exterior do país, a fim de observar “in loco” os jogadores inseridos nas competições.

O vice-presidente para o basquetebol do Interclube, Miguel António Camulogi, efectua nos próximos dias uma viagem para o exterior do país, a fim de observar “in loco” os jogadores inseridos nas competições universitárias e colegiais dos Estados Unidos da América. O objectivo é tornar o grupo liderado por Alberto Carvalho \"mais forte e competitivo\". A janela de inscrição de jogadores estrangeiros termina em Fevereiro de 2019.
Miguel António Camulogi revelou que, para uma eventual contratação, os jogadores  estão identificados e os agentes mantêm conversações avançadas com a direcção do clube. A estratégia é \"evitar escolher às pressas\" os estrangeiros. O homem forte do basquetebol da turma da polícia fez estas declarações na sede do clube no bairro Rocha Pinto.
O número um do basquetebol do Interclube assegurou que, se houver a necessidade de se reforçar a equipa, a direcção de Alves Simões e a equipa técnica vão sentar à mesa  para analisar os prós e os contra. A contratação de atletas não é questionável.
Miguel António Camulogi sustentou ao Jornal dos Desportos que a agremiação não deixou de praticar um basquetebol aceitável, mesmo sem nenhum jogador estrangeiro. A contratação de atletas no exterior vai depender \"muito da prestação\" dos que compõe a equipa até o final da fase regular. A equipa técnica está a observar os jogadores à sua disposição.
Miguel António Camulogi mostrou-se satisfeito com o trabalho realizado até ao momento pela equipa técnica liderada por Alberto de Carvalho \"Ginguba\", nesta fase do campeonato nacional de basquetebol, o Unitel Basket 2018/2019.
As duas vitórias obtidas diante do Petro de Luanda, na primeira e segunda voltas, e os desaires diante da Universidade Lusíadas e do 1ºde Agosto, levou o número um dos polícias a fazer um balanço positivo nesta fase da compita.
No capítulo médico, o extremo Paulo Barros \"Márcio\" pode regressar na terceira volta do campeonato, depois da cirurgia no pé esquerdo. O poste Miguel Kiala continua a ver o seu regresso ainda distante. A lesão continua a afectar o planta do pé direito.

UNTEL BASKET
Petro de Luanda
termina o ano
na liderança


O Petro de Luanda terminou a segunda volta do Unitel Basket 2018/2019 na liderança com 27 pontos, os mesmos do 1º de Agosto na segunda posição, apesar das pálidas exibições dos pupilos de Lazare Adingono não convencerem a massa associativa. O descontentamento resulta do investimento feito pela direcção de Tomás Faria. As contratações de jogadores mais experientes não respondem ao desejo de voltar a conquistar o anel.
Com mais dois jogos em relação ao segundo classificado, o 1º de Agosto, os rapazes do eixo-viário jogaram com antecipação as partidas da quinta e sexta jornadas. Os petrolíferos têm mais pontos marcados que os colocam em vantagem sobre os militares.
O Petro de Luanda volta a jogar apenas nos dias 11 e 18 de Janeiro de 2019 diante do ASA e do 1º de Agosto. A primeira partida está agendada para as 16h00 no Arena do Kilamba e o segundo às 19h00 no pavilhão Victorino Cunha.
O 1º de Agosto, apesar de ter menos dois jogos, mostrou ser uma equipa candidata à conquista do anel. Paulo Macedo e pupilos não abanam diante de qualquer equipa e mostram-se fortes e determinados a ganhar tudo e todos. A turma do Rio Seco pode assaltar a liderança no reatamento da prova, após disputar os dois jogos em atrasos.
A sexta jornada teve como destaques as derrotas do ASA diante do FC Vila Clotilde por 79-81 e da Marinha de Guerra diante da Universidade Lusíadas por 90-93. O 1º de Agosto aplicou chapa cem ao CFD Kwanza: 109-64.
Para a quinta jornada, o destaque recaiu para a vitória do 1º de Agosto sobre a Marinha de Guerra por 88-79. O Interclube suplantou a Academia Helmarc por 90-54 e ASA despachou o CFD Kwanza por 87-76.