Makanga pode assumir comando técnico

André Makanga, antigo internacional dos Palancas Negras pode deixar a condição de adjunto para assumir, como treinador principal, o comando técnico do Recreativo do Libolo, depois da rescisão do contrato, por mútuo acordo, entre o português Sérgio Boris, antigo técnico, e o clube libolense.

André Makanga, antigo internacional dos Palancas Negras pode deixar a condição de adjunto para assumir, o comando técnico do Recreativo do Libolo, depois da rescisão do contrato, por mútuo acordo, entre o português Sérgio Boris, antigo técnico, e o clube como treinador principal, libolense.
O comunicado que refere a rescisão foi assinado pelo presidente do Libolo, Leonel Casimiro, e indica que ao professor Sérgio Boris foi apresentado um projecto de reestruturação da modalidade, que no entanto, a direcção considera não ter sido concretizado.
“A dinâmica do futebol nem sempre é justa e os resultados alcançados com a equipa sénior não traduzem o esforço e dedicação do professor e da sua equipa técnica, onde podemos destacar o papel de relevo na implementação das escolas comunitárias”, lê-se no comunicado. A criação de um sistema de formação, o lançamento de jovens na equipa principal e a reestruturação da dinâmica do futebol sénior ao nível do treino e organização diária fazem igualmente parte dos objectivos a atingir.
A nova equipa técnica será indicada brevemente. André Makanga, actualmente na condição de adjunto, pode ser o eleito para liderar o clube quatro vezes campeão do Girabola (2011, 2012, 2014 e 2015).O Libolo ocupa a modesta  13ª posição da competição com 13 pontos. A prova é liderada pelo 1º de Agosto com 19 pontos, os mesmo que o Desportivo da Huíla, em segundo.