Kabuscorp "factura" melhor nos duelos em casa

A vitória confortável (3-0) bem conseguida pelo Kabuscorp do Palanca no sábado, no jogo com o Saurimo FC da Lunda - Sul, referente à decima jornada do campeonato nacional, confirmou o bom registo que ostenta a equipa de Paulo Torres, nos jogos

A vitória confortável (3-0) bem conseguida pelo Kabuscorp do Palanca no sábado, no jogo com o Saurimo FC da Lunda - Sul, referente à decima jornada do campeonato nacional, confirmou o bom registo que ostenta a equipa de Paulo Torres, nos jogos efectuados em casa.  Depois dos triunfos com o Interclube (2-1, na 2ª jornada), Académica do Lobito (3-1/6ª) e Recreativo do Libolo (1-0/8ª), melhor prestação e  melhor resultado não se podia esperar da turma do Palanca, não fosse uma vitória convincente, a fazer jus à tradição, que se mantém nos desafios realizados «intramuros».
 O único jogo, que os pupilos de Paulo Torres revelaram-se incapazes de fazer a \"tarefa de casa\", foi com o ASA, na segunda jornada, no Estádio dos Coqueiros, em que saíram derrotados (0-1), embora, protagonizassem inúmeras situações de golo iminente. Nessa altura, o técnico português veio a queixar-se da falta de eficácia no ataque.
 O triunfo alcançado, no desafio com o conjunto da Lunda - Sul, marca o regresso dos palanquinos às vitórias, após derrota averbada \"fora de casa\", no embate com o Petro de Luanda, na ronda anterior.
 No final do jogo, Paulo Torres não podia estar mais feliz. Apesar do resultado dilatado, o técnico destacou os níveis de dificuldades que teve  para somar os três pontos. “Foi mais um dos muitos jogos difíceis que tivemos\", sublinhou.
\"Perante a um adversário com muita dignidade, mesmo com as dificuldades que passa, soube criar embaraços aos meus jogadores. Existe um longo caminho a percorrer, desde a consolidação de processos, bem como o número de jogos por disputar, mas a competição está equilibrada com realce para o grupo das cinco primeiras equipas classificadas\", disse.