Mabululu ganha “prestígio”

Atacante está a corresponder e a justificar a aposta da direcção rubro e negra

A artilharia militar com a contratação de Mabululu, atacante que ao longo da sua carreira fez a peregrinação por vários clubes do Girabola, Petro de Luanda (onde iniciou a carreira), Libolo, Interclube, ASA, Domant e 1º de Agosto, está com arranque de época demolidor.
O atacante que assumiu já a liderança dos melhores marcadores do campeonato nacional, com quatro golos, está com o pé quente com uma média de um tento por partida. No seu primeiro ano de rubro e negro ao peito, o atleta é já uma referência no ataque.
Abram alas, pois, o campeão nacional volta a mostrar o futebol que lhe é característico. Forte no sector atacante, coeso no meio campo, disciplinado e concentrado na defesa. Aos poucos, a equipa está a provar ser um conjunto demolidor.
Com a goleada de 5-0, infringida à equipa do Santa Rita de Cássia do Uíge, no último sábado, o tricampeão nacional, 1º de Agosto, reforçou o seu estatuto de melhor defesa do Girabola Zap, sem sofrer qualquer golo  e passou a ser mais concretizadora com 10 tentos.
Os militares voltam a mostrar que estão a atravessar um bom momento no campeonato, onde assumem a liderança, com números bastante animadores e traduzem a confiança que existe no seio do colectivo orientado pelo técnico sérvio Dragan Jovic, que vai já sua segunda vitória \"gorda\" consecutiva desde que regressou e assumiu o comando da equipa.
Apenas a formação do Interclube foi capaz de travar a eficácia que demonstra o ataque dos rubro e negros, na primeira jornada, impondo um empate nulo, mas sempre com superioridade ao longo da partida.
A goleada dos militares sobre os católicos surgiu numa altura em que a equipa tem um jogo importante nas Afrotaças, diante da formação do AS Otôho D´Oyo do Congo Brazzaville, um registo que reforçou a confiança do conjunto rubro e negro. Nos três últimos jogos os agostinos marcaram 12 golos, resultando numa média de quatro golos por desafio.
O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça afirmou que a vitória da sua equipa deve-se ao cumprimento dos processos técnico-táctico, que culminou diante do Santa Rita FC por 5-0, em partida referente a 4ª jornada do Campeonato nacional de futebol da primeira divisão, (Girabola).
Em declarações a imprensa no final da partida disputada no estádio 11 de Novembro, o técnico acrescentou que o seu conjunto soube criar e aproveitar bem as oportunidades existentes no desafio.
“Entramos bem na partida procurando jogar sobre os erros do adversário para ganhar vantagem, portanto, penso que cumprimos com os objectivos desta ronda” argumentou
Por seu turno, o técnico-adjunto do Santa Rita FC, João Paulo, admitiu sábado, que a passividade da sua equipa no sector defensivo foi preponderante para a pesada derrota diante do 1º de Agosto por 5-0, na partida da 4ª jornada do Campeonato nacional de futebol da primeira divisão (Girabola)
Em declarações à imprensa no final da partida disputada no estádio 11 de Novembro, o responsável reconheceu que seria difícil o confronto com os “militares” sublinhando que o seu conjunto partiu para a capital do  país no sentido de arrancar um ponto ao adversário.
“Sofremos dois golos  bem no inicio da partida tentamos contrapor a desvantagem mas fomos infelizes no sector defensivo” disse.
João Paulo, prometeu trabalhar nalguns aspectos que negativos de formas a evitar dissabores desta magnitude.