Membros detectam deficiências nos relatórios do Sagrada Esperança

Os  delegados participantes da primeira Assembleia Geral extraordinária do Clube Sagrada Esperança da Lunda Norte, realizada sábado último, no Dundo, constataram insuficiências nos relatórios de contas e de actividades do último quadriénio apresentado pela direcção cessante, liderada por Osvaldo van Dunen. As questões contratuais de jogadores do plantel actual carecem de "melhores esclarecimentos". As direcções anterior e a actual, eleita no passado dia 17, devem trabalhar juntas para se corrigir as deficiências.  

Os  delegados participantes da primeira Assembleia Geral extraordinária do Clube Sagrada Esperança da Lunda Norte, realizada sábado último, no Dundo, constataram insuficiências nos relatórios de contas e de actividades do último quadriénio apresentado pela direcção cessante, liderada por Osvaldo van Dunen. As questões contratuais de jogadores do plantel actual carecem de \"melhores esclarecimentos\". As direcções anterior e a actual, eleita no passado dia 17, devem trabalhar juntas para se corrigir as deficiências.

Em declarações à imprensa, o recém-eleito secretário geral da Mesa da Assembleia Geral, Jorge Uefo, esclareceu que, com a decisão tomada, se pretende evitar a perda de tempo da presidência liderada por José Muacabalo Tomás.

\"Foi uma medida consensual, uma prática normal em qualquer parte do mundo que afasta qualquer tipo de drama. A direcção cessante fez um exercício que tem a ver com as luvas de jogadores. Estamos no início da segunda volta do Girabola ZAP e é normal que os jogadores tenham recebido a primeira prestação\", disse.

Jorge Uefo realçou que \"as duas direcções devem criar as condições para honrar os compromissos com os jogadores\".

Em busca da verdade, o Jornal dos Desportos apurou que \"uma das insuficiências\" motivadoras do chumbo dos relatórios de contas e de actividades está ligada à falta do parecer do Conselho Fiscal da direcção cessante, presidida por Luís Quitamba, ex-administrador da Endiama.

A segunda Assembleia Geral extraordinária do Clube Sagrada Esperança está agendada para o mês de Abril e vai debruçar-se sobre a alteração dos Estatutos. A direcção precisa angariar novos sócios que não sejam pessoas vinculadas à Endiama e só com uma abertura de campanha generalizada é possível.