Angola cobiça presidência

O Comité Olímpico Angolano (COA) apresenta na próxima sexta-feira a candidatura de Angola à presidência da Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa (ACOLOP), cargo abandonado por Macau desde meados de 2017.

O Comité Olímpico Angolano (COA) apresenta na próxima sexta-feira a candidatura de Angola à presidência da Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa (ACOLOP), cargo abandonado por Macau desde meados de 2017.
A apresentação da candidatura angolana vai ser um dos momentos grandes da assembleia-geral extraordinária da Acolop, que se realiza a 16 do corrente, em Luanda, inserida nos festejos do 39º aniversário do COA, a ser assinalado a 17 do corrente.
O anúncio foi feito na última sexta-feira, em conferência de imprensa realizada na sua sede, por Gustavo da Conceição, que preside o COA.
Os motivos de Angola para esta candidatura, assegurou, decorrem do facto de considerar-se apta para assumir a presidência, uma vez que exerce o secretariado-geral da associação desde que a Acolop foi fundada, a 8 de Junho de 2004. Exerceram as funções de secretário-geral da Acolop os angolanos Rogério Silva, Mário Rosa e Gustavo da Conceição.
“Desde 2017 que Macau renunciou a presidência, por problemas internos, Angola assumiu a liderança da organização e, depois de alguma concertação, decidiu avançar com a realização da assembleia extraordinária e concorrer à liderança porque os estatutos permitem e estamos prontos\", disse.
A Acolop é uma organização reconhecida pelo Comité Olímpico Internacional (COI). Doze países compõem a organização, nomeadamente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné  Equatorial, India, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Srilanka e Timor Leste.
A 17 do corrente, num acto que marca o auge das celebrações do seu aniversário, o COA realiza a sua assembleia-geral cujo tema principal vai ser a apresentação de contas e relatório de actividades dos primeiros seis meses de mandato do seu corpo directivo.
À margem da assembleia-geral, o COA preconiza a realização de uma maratona com diversas especialidades desportivas, cujo programa prometeu anunciar em breve.