Luanda assinala celebrações do Cism

O desporto militar em Angola está activo, apesar da não realização no ano passado dos jogos desportivos militares, inicialmente agendados para a cidade do Huambo.

O desporto militar em Angola está activo, apesar da não realização no ano passado dos jogos desportivos militares, inicialmente agendados para a cidade do Huambo. A garantia é de Jucelino Bento, chefe da delegação do Conselho Internacional do Desporto Militar (Cism), que falava ao Jornal dos Desportos à propósito da marcha de sábado  que marcou a celebração do 70º aniversário da instituição que rege o desporto militar em todo o mundo.
A marcha, integrada por desportistas militares de todos os ramos das Forças Armadas Angolanas, partiu das imediações do Ministério da Defesa Nacional, desceu à marginal, passou pelo Memorial ao soldado desconhecido e terminou na praça dos eventos, em plena Marginal.
Jucelino Bento disse que os militares estão cada vez mais envolvidos na prática desportiva, que a sua instituição aguarda orientações para trabalhar nas vertentes administrativa, logística e técnica, para que os jogos desportivos militares sejam efectivados este ano, na cidade do Huambo.
De recordar que em 2012, Angola acolheu a  III Assembleia-Geral Ordinária da Organização do Desporto Militar em África (OSMA), de que o país é membro fundador e  tem a sede permanente em Yaoundé, Camarões.
O Conselho Internacional do Desporto Militar é um organismo transnacional, com sede em Bruxelas, Bélgica, criado a 18 de Fevereiro de 1948, com a finalidade de fomentar a paz e a amizade entre os militares, através do desporto.
A 18 de Fevereiro de 1948, durante um encontro de esgrima, realizado em Nice, França, em que participaram militares da Bélgica, Dinamarca, França, Luxemburgo e Holanda, foi criado o Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM). De forma gradual, vários países aderem à organização.
Angola pertenceu de 1979 a 1989, através do Comité Desportivo Nacional Militar (Codenm) ao extinto Comité Desportivo dos Exércitos Amigos (SKDA), afecto ao antigo bloco socialista. O SKDA foi fundado em 1958 e durante vários anos, Angola ocupou a vice -presidência para o continente africano. Em finais de 1989, com as alterações no cenário político mundial,  o SKDA e o CISM assinam um protocolo de intenções para a reunificação das duas organizações.
O acordo fracassou devido à queda do muro de Berlim, a desintegração da Ex-URSS e em consequência, o próprio SKDA. Prevaleceu o CISM como única organização mundial de desporto militar. Após apresentação formal do pedido de adesão ao CISM, Angola foi aceite a 9 de Maio de 1991, durante a 46ª Assembleia-Geral do CISM, realizada em Arusha, Tanzânia, como 86º membro efectivo da organização. O primeiro chefe da delegação angolana foi o Major -General Sebastião Garrido “Cheguevara”,  ao passo que o Tenente-Coronel Nelson Lopes “Kataxo” foi o primeiro delegado.